A diferença entre Micropigmentação e Tatuagem

Nessa edição vamos falar sobre a difereça entre micropigmentação e tatuagem ,vamos começar hoje   falando  sobre as sobrancelhas  ,para explicar sobre o assunto convidamos  a especialista em Micropigmentação Vera Tuffani.

Vera afirma que muitas pessoas ainda  tem dúvidas em relação as finalidades distintas de ambas as práticas continuam a designar a técnica de micropigmentação de maquiagem definitiva como uma forma de tatuagem.

Então veja a explicação detalhada dela : A micropigmentação, por definição, é a implantação de pigmento na pele que pode ser realizada através de um demógrafo com agulhas (indutor elétrico) ou um tebori com lâminas (indutor manual). É-nos possível realizar todas as técnicas com ambos indutores, o que se observa, também, no caso das tatuagens, mas o fator divergente é o local de implantação na pele: os pigmentos da micropigmentação são implantados em uma camada mais superficial da pele, chamada epiderme, enquanto as tintas da tatuagem são implantadas em uma camada mais profunda, chamada derme. Daí, observarmos resultados tão distintos para cada uma das técnicas.

DERMÓGRAFO  X TEBORI :  Muitos são os mitos acerca dos resultados de micropigmentação feita com cada uma das ferramentas, porém uma coisa é certa: se você atingir a mesma camada da pele com ambos os instrumentos, e se colocar a mesma quantidade de tinta, a duração será exatamente a mesma. Se o profissional aprofundar demais tanto a lâmina do tebori quanto a agulha do demógrafo, o procedimento irá durar mais tempo, porém em um sentido negativo: a camada da pele atingida será mais profunda que o ideal, e o resultado será semelhante ao de uma tatuagem, gerando um aspecto grosseiro e deixando, ainda, o cliente suscetível a um resultado indesejado como consequência do metabolismo natural da pele: uma mudança da coloração do procedimento para um tom não desejado, o que denominamos de cor “chumbada”, muitas vezes se manifestando em matizes acinzentado, azulados ou até mesmo esverdeados.

CONTRAINDICAÇÕES: Para um profissional de micropigmentação é essencial fazer uma avaliação minuciosa da pele e o histórico de saúde da cliente antes do início do tratamento. Tal cuidado não é só para alinhar todas as expectativas da sua cliente sobre o procedimento, tirar suas dúvidas, e definir o formato e cor ideal, mas, sobretudo, para verificar se esta não apresenta quaisquer condições que a deixem sujeita a contraindicações da técnica desejada.

Via de regra, há dois tipos gerais em que as contraindicações são divididas:

– Contraindicações temporárias: herpes em fase ativa; conjuntivite em período de infecção; período de imunidade reduzida; gestação ou lactação; períodos imediatamente após injeções faciais de qualquer natureza, cirurgia plástica facial, e quimioterapia; período de radioterapia, cujo viabilidade está condicionada à autorização médica; infecções bacterianas manifestas; doenças cutâneas em geral e queimaduras do sol.

– Contraindicações absolutas: doenças autoimunes, principalmente o lúpus; SIDA; câncer de pele no local do procedimento; diagnóstico positivo de hepatite de qualquer tipo; casos de diabetes não controlada; casos de hemofilia; hipertensão não controlada; psoríase ou outras afecções cutâneas crônicas no local do procedimento.

INDICAÇÕES: Geralmente, a micropigmentação é o procedimento estético mais recomendado para quem tem falhas na região dos olhos, boca ou sobrancelha. Todavia, o que muitos ainda ignoram é o fato de que, com a evolução dela, já se podem realizar correções paramédicas importantes para devolver às pessoas autoestima e qualidade de vida, tais como tratamento de cicatrizes de procedimentos cirúrgicos, estrias, entre outros. Mesmo tendo a micropigmentação alcançado tantas aplicações, as mais procuradas e desejadas dentre elas ainda são as técnicas aplicadas às sobrancelhas e aos lábios e, mesmo falando de apenas duas regiões do rosto, temos diversas técnicas com resultados distintos a escolher; hoje, serei sua guia por esse mundo cheio de possibilidades.

MICROPIGMENTAÇÃO DE SOBRANCELHAS:Se os olhos são a as janelas da alma, com certeza as sobrancelhas são as molduras que embelezam essas janelas, já que têm o poder de causar mudanças no semblantes, tais como levantar a expressão ou mesmo deixar a pessoa com ar cansado ou mais sério. Cada pessoa anseia por um resultado diferente: há aqueles que desejam mais discrição, enquanto outros preferem um resultado mais marcado. Por isso, é muito importante que você conheça os tipos de técnicas oferecidas a fim de poder escolher aquela que melhor se encaixa com você.

MICROBLADING: TRABALHANDO FIO A FIO: Para entendermos o microblading, precisamos fazer uma pequena digressão e entender a origem da nossa famosa ferramenta, o tebori. Tebori é um termo que importamos da língua japonesa composto pela justaposição de dois vocábulos: “te” (mão) e “bori” (esculpir); assim, temos, em sentido mais amplo, a ideia de “tatuar com as mãos”. Este grande aliado de toda micropigmentadora é um instrumento usado para marcar a pele por meio de uma pequena caneta com micro lâminas de tamanhos diferenciados e uma de suas pontas, associadas a pigmentos especiais para a coloração da região. Dois grandes atrativos dessa ferramenta são que ela não necessita de fonte de energia e que as micro lâminas são facilmente descartáveis e são encontradas nos mais diversos calibres no mercado atualmente. Assim, o profissional conseguirá atingir a camada da pele desejada para realizar a aplicação do pigmento por meio do controle a força peso exercida por sua mão, de forma sutil, tal como pinceladas em uma tela, o que confere ao trabalho uma aparência delicada e natural. A popularidade desta técnica se deve à naturalidade que ela confere ao resultado e, também, ao seu excelente desempenho na correção de falhas, no acréscimo de volume, e na criação de um design que valoriza o rosto e a expressão da pessoa como um todo.

MICROPIGMENTAÇÃO ESFUMADA OU SHADOW: Este procedimento é ideal para aplicação em pessoas que querem mais volume em suas sobrancelhas. Ao aplicar esta técnica, o micropgmentador cria uma camada de cor suave por trás dos pelos para imprimir uma ideia de maior preenchimento às sobrancelhas. Não devemos enxergar riscos na sobrancelha e, sim, pixels, por isso o profissional não pode esfregar a agulha na pele.O resultado é bastante similar ao da aplicação de sombra e costuma agradar quem têm menos pelos.

MICROPGMENTAÇÃO  DEGRADÊ:Se a pessoa estiver procurando um resultado mais sofisticado, precisará realizar a micropigmentação degradê, já que ela permite o uso de diferentes tonalidades de pigmento para o aproveitamento da luz da forma desejada, o que permite o destaque em pontos específicos. Para esta técnica, o profissional precisará usar tons mais escuros no arco, pois, assim, a sobrancelha terá forma bem definida, e tons mais claros nas extremidades, pois serão eles que darão suavidade ao visual e, ainda, farão com que a sobrancelha tenha o desejado efeito degradê.

CUIDADOS PÓS MICROPIGMENTAÇÃO DE SOBRANCELHAS: Toda pessoa que procura por um procedimento de micropigmentação e que se decide por fazê-lo necessita receber as orientação aqui detalhadas para garantir que ações externas não venham a comprometer uma boa cicatrização e a acomodação apropriada do pigmento na pele:

  • evite molhar por no mínimo 24 horas após o procedimento, embora o ideal seja o período de 3 dias; após esse período, lave com sabonete neutro sem fazer movimentos abrasivos;
  • a partir do dia seguinte ao procedimento, aplique com moderação o produto indicado – Cicatrimicro OU Cicaplast – 3 vezes ao dia, com o auxílio de um cotonete, pelo período de 7 dias;
  • é normal que a área tratada fique um pouco avermelhada e/ou que se apresente leve coceira;
  • evite passar os dedos sobre a micropigmentação, como também esfregar ou coçar a área micropigmentada;
  • evite o contato da área micropigmentada com sabonetes contendo abrasivos, xampu e condicionador pelo período de 3 dias.
  • tenha cuidado especial com xampus matizadores para cabelos loiros, pois podem interferir na cor da micropigmentação.
  • NÃO use loções, óleos, ácidos, pomadas, hidratantes, demaquilantes, bases, maquiagem ou qualquer outro produto que seja oleoso, cremoso, untuoso ou potencialmente tóxico sobre a micropigmentação; na fase de cicatrização aplique apenas os produtos indicados;
  • não frequente saunas nem tenha contato com água de piscina ou mar por pelo menos 10 dias;
  • evite qualquer exposição intensa ao sol sem proteção por barreiras físicas pelo período de 30 dias.
  • cuidado com o calor de secador de cabelos, vapor de panelas e exercícios físicos que façam suar demais nos primeiros 7 dias.
  • se houver edema excessivo, cubra com plástico filme e faça compressa com gelo por 5 minutos, retirando o plástico filme imediatamente após retirar a compressa de gelo;
  • nunca puxe a casquinha da cicatrização, pois isso pode remover o pigmento e ocasionar falhas.
  • Lembre-se de que, após a descamação, a cor pode ficar indefinida por alguns dias e que isso é esperado.

Contato:      @vtbeautycenter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *